quarta-feira, 15 de maio de 2013

RETRACTO...!

Retracto,
vejo-o visível
nas paredes desse quarto,
sua forma calada,
numa linguagem conotada,
tinta sobre óleo,
uma ânsia presa na tela,
vejo uma sombra, e na janela,
um rosto ao vento, sem sequela
seu eu calado, sob as estrelas
o silêncio pinta, a sua forma bela,
envolta de 7 cores e uma vela,
profetizando, o ser,
com a sua semelhança,
será o ser poético, ou inocência...!?
a imagem reparti-se na escrita,
e o artista pinta o eremita...!

1 comentário:

Marilda Lavienrose disse...

Uma leitura aprazível,poema bem estruturado e reflexivo.Abraços.