segunda-feira, 19 de agosto de 2013

QUERO!



A luz do teu olhar
Quero nos teus lábios poetar
Viajar nesse mar
Deixar a ilusão me encantar...!

CARPE DIEM



Que Júpiter deitasse nas tuas vestes
provando dos teus insanos prazeres
que te possua, à sombra do cipreste
para tudo que quiseres
que o sol vos banhe de tesão
que desçam raios, para essa ilusão
qual pecado, qualquer
apenas desejo, banhado de paixão
e o teu fogo de mulher
que nos condenem a alma,
em fagulhas nessa cama
que céus abençoem os teus gemidos
que o prazer, afugenta os teus medos
qual virgem qualquer
antes puta, assim se pode dizer
não temas, tu não estas só
parta-me as espinhas, não tenhas dó
mexa essa cintura
dança com alma pura
eleva-me, para grandes alturas
qual inferno qualquer
se teu corpo é o paraíso
e nele eu quero viver
pois a tua fonte eu preciso
vem o que vier
qual, julgo qualquer
me condena na tuas pernas
faz-me a ti se render
e leva-me na tua arena,
que hoje, colho o dia,
e quero sentir a tua magia...!

MENINA FOGUETE




Lábios de mel
corpo, em forma de caramelo
desenhado, com desejos
forte, é o seu anelo
olhar de predadora
língua de serpente
menina devoradora
voz excitante
a magia que eleva os ouvido
boca cheia de pecados
uma fonte de tentação
menina do corpo tatuado
amor, sexo e paixão
gritos de condenação
gemidos de salvação
só ela, tem essa definição
a musa para qualquer inspiração
loucura ardente
pura tesão
menina foguete,
calor da combustão...!

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

FANTASIA…!

Do ilusório ao real,
Eternamente juntos
Puro e leal
Entrelaçando os pontos
Algemados ao prazer
Almas com moradia
Sons a se compreender
Desejos em sincronia
Entrega total,
Sexo, amor e poesia,
Força carnal
Versos com asas
Comunhão espiritual
Corpos em brasas,
Silêncio que fala, muito além da realidade
Verdades, entrega e reciprocidade...!
Aqui... Ainda cá estou...!

05/08/2013

sexta-feira, 26 de julho de 2013

PÉTALAS DA ILUSÃO




Pétalas de cristais,
noites mascaradas, com silêncio
desejos em gemidos fatais,
corpos mergulhados no cio...!


23/07/2013


ILUSÃO





Noites gemidas,
sonhos de prazer,
pétalas rosadas,
desejo do amanhecer...!

24/07/2013

Obs: Imagem extraída do Google, do blog: mmelomaisdomesmo.blogspot.com

ROSAS






Rosas vermelhas,
emoção ardente da noite,
desejo na ilha,
momento excitante !


25/07/2013

terça-feira, 9 de julho de 2013

PELE NA PELE...!

Suor molhado,
corpos tatuados,
imagem do pecado,
mel envolvendo nossos desejos,
doce sabor com ensejo,
perco-me nos teus beijos,
encho-te com lampejo,
teus gritos e fantasias,
minhas rimas, e tua poesia,
dispo-te em silabas,
no bê aba da emoção,
amor, tesão e paixão,
uma tatuagem aos gritos,
corpos acorrentados e aflitos,
duas parte numa só moeda,
dois espíritos, e uma alma,
um desejo, uma louca vontade na cama,
um palco, e um momento de fama,
sonhos, tornando-se realidade,
amor, repleto de verdades,
carne, envolvendo a carne,
pele, sobre a pele,
prazer e êxtase, no mesmo espaço,
calor tatuado, corpos em chamas,
desejo preso nos meus braços....!

8/07/2013
(MERLIN MAGIKO)

sexta-feira, 21 de junho de 2013

SÃO APENAS IMPROVISOS!

olhos com sede,
brilhantes com a ânsia do querer,
olhos verdes,
enchendo-se de prazer,
procurando se entender,
soltando a emoção,
sem medo da excitação,
exaltando a exclamação
da razão com tesão,
olhos faminto,
procurando sobreviver ao instinto
da carne...!

(MERLIN MAGIKO)

EM CHAMA,




As hormonas aquecem
o corpo estremece,
o desejo se envaidece,
e tudo acontece...!




RENDA-SE!

Renda-se ao meu charme,
passe na minha zona, accione o alarme,
não faça jogos duro,
traz a tua luz, para o meu escuro,
não fujas de mim,
navegue no meu fim,
leva-me ao teu belo jardim,
renda-se para mim....!

(MERLIN MAGIKO)

PRESO NA ILUSÃO

Cá estou preso na madrugada,
o frio me incomoda,
e razão mantém-se acordada,
oiço sons, em plena alvorada,
um coral de pássaros madrugadores,
sinto uma brisa, forte com cheiro das flores,
meu querer procura-te, oh meu amor,
nessa vontade infinita,
eu tento te encontrar,
pois o meu desejo acabou de acordar,
para contigo ficar,
nessa hora, cresce a vontade de amar,
vem, não me faça esperar...!

(MERLIN MAGIKO)

ESSÊNCIA!


Essência divina,
minha luz do escuro,
meu caminho e sina,
o despertar de um sonho maduro,
forte e envolvente,
calmo e confiante,
essência excitante,
embriaguez dos sentidos,
salvação do pecado,
essência do bem aventurado....!

(MERLIN MAGIKO)

sábado, 25 de maio de 2013

Lábios e Beijos


Lábios de mel
carnudos e adoçados
beijos sem fel,
boca do pecado...!

SEXO

S= Selvagem
E= Elo
X= Xeque
O= Orgasmo

EQUAÇÃO NOCTURNA...!


Noite + Estrelas = Romantismo
Lua + Silêncio = Desejo
Janela + Frio = Quarto
Velas + Taças = Tentação
Suspiro + Olhos = Beijos
Ai + Ui = Gemidos Profundo

AFAGO...!


afago o vento, no seu calor,
como são doces, os beijos de amor,
esse desejo fantasma, seu suor,
emoções excitantes, do querer,
acariciando o silêncio com prazer,
flutuando nessa magia, para entender,
e fazer o tempo voltar para valer,
com a essência desse momento,
no ar com puro sentimento,
em volta da alma,
com o coração, ardendo em chama...!

quarta-feira, 15 de maio de 2013

RETRACTO...!

Retracto,
vejo-o visível
nas paredes desse quarto,
sua forma calada,
numa linguagem conotada,
tinta sobre óleo,
uma ânsia presa na tela,
vejo uma sombra, e na janela,
um rosto ao vento, sem sequela
seu eu calado, sob as estrelas
o silêncio pinta, a sua forma bela,
envolta de 7 cores e uma vela,
profetizando, o ser,
com a sua semelhança,
será o ser poético, ou inocência...!?
a imagem reparti-se na escrita,
e o artista pinta o eremita...!

"QUADRA"


Seguiremos o mesmo rumo,
tal como as estrelas e lua,
que o amor seja o prumo,
envolvendo as nossas almas nua(s)...!

domingo, 5 de maio de 2013

TEU VENTO... & O MEU DESEJO...!

Deitado na cama,
eu sinto teu vento,
soprando forte,
entre o sul e o norte,
meu desejo com fome,
meu querer sem nome,
e uma vontade que não dorme,
essa insónia me consome,
e o desejo que não some,
busco no vazio o teu cheiro,
o teu fogo e o fogareiro,
no teu forno, quero forjar o meu martelo
da tua árvore, eu quero o marmelo
no teu papel, quero por selo,
os teus seios, são os mais belos,
os teus gritos, eu quero conhecê-lo...!

(MERLIN MAGIKO)

Deito-me ao teu lado
Sinto no vento que passa...
O teu cheiro do pecado

Teu arfar em minha pele
Teu desejo em minha carne
Teu querer a me rasgar-me..

Está vontade insana de tomar-te a boca
De me queimar no teu cio...
De devorar-te a alma!

Ah! Gemes comigo
Gritas meus ais...
Degusta-me em pequenos goles...

Sacia-te...mata-me de sede
Diante do teus oásis
Derrama por sobre meus seios
as gotas de orvalhos do teu amo

(DIVA CARIOCA)

CHEIRO DO TEU ACORDAR...!

 
Vejo-te deitada nessa cama,
nessa hora o meu desejo sobe a minha fama!
a vontade nutri a minha alma,
o corpo aquece e o coração perde a calma,
os meus desejos misturam-se na lama,
é o sentir do cheiro de quem ele ama,
é o reflexo dos olhos, pela sede matinal,
é o nascer do espírito de um animal
é a fome no sangue, tornando-me canibal,
é o vento forte com um desejo fatal,
seguindo o meu instinto, imortal,
pois eu quero esse teu corpo imoral,
teus pelos aguçados,
o teu fruto, dessa árvore do pecado,
essa aurora, que me tem sugado,
eu quero o teu cheiro do meu lado,
esse mel, melado,
já não consigo, manter-me calado,
hoje, nesse corpo vou cometer meu pecado,
que me condenem nos teus gritos,
mas hoje, não me deixo aflito,
quero os teus lábios,
para ver-me distante desse absinto,
meu desejo esta faminto,
teu cheiro deixa-me esquisito,
é o calor da manhã
eu quero morder a tua maçã,
deixa-me acordar-se com rosa,
porque, hoje no teu corpo,
irei fazer prosa...!

AMOR AO MEU JEITO!

Recôndito entre a primavera,
nas noites escuras dessa era,
onde os ventos gemem as eira(s)
sob o vazio distante,
desejos perseguindo os amantes,

Eu Amo-te,

Nessa visão prisma
onde a névoa, dança o clima,
perseguindo as cores das rima(s)
em alta constelação de zeta,
tintas, tingem o que inspirar o poeta,

Ali, eu Amo-te...!

ganhando expressão no vazio,
não é só pelo teu  cio,
até onde o ósculo frio,
não chega,
lá, onde o desejo e a vontade
não se nega,
 eu amo-te...!

terça-feira, 30 de abril de 2013

OÁSIS!

Em tempos de outono,
Flores no abandono,
Paixão de primavera,
Trazendo a nova era!

quarta-feira, 24 de abril de 2013

TUDO MEU E TUDO TEU...!

Meus olhos e teus olhos...!
meu sentir e o teu querer...!
teu silêncio, e o meu entender...!
queria definir-te ao vento...!
mas esperei que o silêncio ditasse o momento...!
pois, para além dos pulmões, só tu me
fazes respirar...!
e com essa brisa eu te vou abraçar...!
com amor, rosa e tentação...!
tudo meu e tudo teu, para amar...!
nos teus braços com paixão...!
tal como as noites gemem os dias, e o sol
excita a tarde, para nos encantar...!
só você sabe traduzir as ondas do meu mar...!
em cada noite na noite...!
dos nossos encontros de amante(s)...!
teus lábios e o teu beijar forte...!
trazendo os ventos de outrora...!
não deplore, pois tudo que é teu,
é meu agora...!
ouça o meu âmago...!
em cada brilhar das estrelas sentiras o meu apego...!
é a eterna magia das cores...!
o encantos do perfume das flores...!
meu bem...!
tu és o meu trem...!
a minha emoção a sem...!
só o expressar de cada lágrima
definem a nossa felicidade...!
o teu coração generoso e a minha bondade...!

GOTA À GOTA

A cada pestanejar uma lágrima a cair,
No interior a emoção a ferir-se,
mas estou aqui para exaurir,
gota à gota
Não deixarei esse olhar se partir,
Já não vou deixar os Teus olhos avermelhados,
Nos meus eles ficaram emparelhados,
Em cada silêncio profundo,
Eu Hei-de me esforçar,
compreender o seu gotejar,
O que é a vida!?
Senão a razão de amar...!
Então porque fazer-te chorar!?
Estarei aqui para te acalentar,
Cada gota em gota,
Ensinarei-te a ser forte,
Quando o vento seguir para norte,
Serei o porto para as tuas emoções,
Ensinarei-te a decifrar o falso olhar,
Mas antes saibas que, do mesmo jeito
que se ama, também se pode odiar,
e a ti, o meu eu quero partilhar,
Receba-o, de gota à gota,
É tudo o que tenho,
e no seu vento eu venho,
Não se julgues solitária,
Ainda existe uma razão diária,
Que te conduzem a fé e a razão,
Basta cultivarmos amor no coração!

EU & ELA

EU:
Entrega-me tudo que tens...!
Eu sei que vens...!
Solte os teus ais,
Mostra-me do que És capaz..!
Dispa-se dos pudores...!
Mostre o quanto és malandra...!
Mostra essa quadra...!
Prenda-se na cama...!
Que hoje o quarto é uma esquadra...!
Irei queimar-te a alma...!
Nesse corpo serpente....!
Hoje vais voar sem asas...!
Teu calor vai queimar essa casa...!
Eu quero a tua luxuria..
Teu corpo delicia...!
Minha doce felina...!
Eu vou desflorir a tua árvore menina..!
Vou me banhar com os teus gemidos..!
Enxaguar-me com o teu calor...!
Nessa pele cor de neve
Que ampara a minha vontade terna
E nua, comerei essa carne crua
Considera-me o vadio de rua
Estou louco, em fase da lua
Quero sentir os cheio do teu fruto proibido
Eu quero amar e devorar,
E nem adianta fazer-me esperar...!
(MERLIN MAGIKO)

ELA:

Entrego-te meus ais
Dispo-me dos pudores
Visto-me de luxúria
Serpenteio teu corpo , lânguida e felina...
Banho-me de gotas de orvalhos que
brotam da tua pele negra e crua...
Deito-me entre tuas pernas...
Em um paraíso de luar...
Faço-te leito para o meu amar....

(DIVA CARIOCA)

segunda-feira, 15 de abril de 2013

CADA GESTO TEU...!

suspiras em cada palavras que lês...!
sinto a quentura do teu corpo a distância...!
toco no silêncio os teus pés...!
fecho os olhos, para ver se o meu desejo te alcança...!
vejo-te em cada olhar...!
estas com roupa, mas os meus olhos vêem-te nua...!
alço o céu para contigo respirar...!
pois estas na fase da lua...!
teu cheiro paira no meu ar...!
nesse céu estrelado de emoções...!
onde trovejam excitações...!
onde cada teu suspiro,
é um belo momento para as minhas inspirações..!
toco o teu corpo no silêncio...!
sinto-me a voar sobre as paixões...!
sinto-me obséquio...!
eu sigo a minha imaginação...!
fiz uma imagem tua no vento...!
nessa noite encontrei a razão disfarçou-se de paixão...!
é tão bom sentir o momento...!
dando-me aquela boa sensação...!
busco cada teu respirar e faço poesia...!
cada teu gemido e faço magia...!
apenas minha mente cria...!
as palavras nascem e tentam alcançar-te,
é inevitável, evita-las...!
momento incrível e o silêncio faz surgir-las...!
na mente chove desejo,
e as palavras vão com ensejo...!
pois cada gesto teu, é um momento inédito..!

quinta-feira, 4 de abril de 2013

MEU DISCURSO BARATO (POLÍTICA DO MEU PENSAR)...!



Deste, 1962 a 1974, travamos fortes batalhas, batalhas estas que foram importantes para atingirmos a nossa  independência, naquela altura pensamos ser livres, e que os bons ventos iam trazer a bonança para a nação, mas aquilo foi o abrir da sede e da fome, e da  ambição, o e desentendimento entre irmãos, estaríamos assim, a entrar num longo período de guerra civil entre irmãos, devido os nossos conflitos éticos, religiosos, raciais, devido  a ganância dos nossos olhos e a sede dos nossos lábios, foi o motivo que levou a dizimar mais de 500 000 angolanos,  numa estimativa  não certa  acredito. Mais isso acabou de um modo ou de outro. Hoje  respiramos um ar diferente “ A PAZ”.
 
Paz um exercício de bem para todo e qualquer cidadão, consolidá-la e trazer a esperança para nossa nação, devemos vive-la com fé e razão, pois foram muitos anos de tormentos, sangue derramados, campos minados. Hoje aprendemos a nos entender, a compreender as nossas diferenças politicas, raciais éticas e religiosas, embora de um modo camaleão, tudo para o belo e para o nosso bem-estar, por isso que este 4 de Abril seja um dia de reflexão, compreensão e solidariedade, amor,  para todos nós, sejamos a favor da liberdade, do direito e de igualdade para o bem da nossa própria sociedade.

Somos o exemplo de um povo persistente, corajosos e devemos nos orgulhar  por esta nação, por esta Angola que apesar da exploração, dos olhos dos falcões e das aves de rapinas que nos governam, ela é de todos nós, ela é o  jardim da esperança, do amor e da Perseverança, pois de Cabinda à Cunene, um só povo e juntos formamos uma  só nação, um  só grito a favor da união, com harmonia e concórdia, eu deixo este meu discurso barato, embora não sendo politico, juntos cantemos  o nosso hino, a nossa canção, sem nos esquecermos dos  heróis de 4 de Fevereiro, os nossos bravos guerreiros, a todos que duma forma ou de outra contribuíram para que ainda fosse possível respirar, sem balas sem canhões e granadas.  Mas uma vez repito as minhas fracas palavras, deixando o grito de união a todos os angolanos. Despeço-me com um sorriso de esperança e com aquela paz no olhar de criança.
Muito obrigado a todos  por ouvirem esse meu discurso barato, nesse dia inesquecível para todos nós, soltemos uma só voz, porque o futuro começa agora, esse é o momento, essa é a hora.

PAZ (P=pureza; A=Amor; Z=Zelo)
Obrigado! 


sábado, 30 de março de 2013

SENSUAL

S (Sexy)
E (Exuberante)
N (Natural)
S (Sensível)
U (Única)
A (Atrevida)
L (Luxuosa)

DESEJO DA RUA...!

Teus lábios encarnados...
Teu corpo do pecado...
Tua maça me tentando,
Eu me agitando, ao ver-te deitada
Na forma de Eva, pecadora e tentadora
toda bronzeada e enfeitada...!
Tua lingerie vermelha,
eu me acendendo em paixão...!
Pulsando por você tesão...!
Desfrutando-te na mente...!
Teu cheiro e sabor diferente...!
Meu p***** carente....!
Ao ver o teu corpo reluzente...!
Agarrei-te de frente...!
Prendi os teus braços, sem te dar espaço...!
tirei-te o cabaço...!
Tapei-te a boca com a língua,
enquanto beijava-te,
meus dedos rompiam a tua lingerie...!
teus olhos medroso fugiam...!
como que, quisessem dénier....!
mas era nuit solitaire...!
e teu coração rugia de malária...!
Naquele momento de lua,
você era só minha...!
Era a nossa união, amor e paixão...!
puro calor dos amantes,
com sabor daquele espumante...!
muito esfoliamento,
muito rompimento...!
eu dentro de ti,
você pulando a cerca, enfim...!
teus gritos encantavam as estrelas,
era apenas você e a lua,
numa forma bela,
era o desejo da rua...!
Amor em tela

quarta-feira, 20 de março de 2013

APENAS NA MENTE....!

com os meus olhos, eu vi a tua imagem nua...!
excitei-me ao compasso da lua...!
em caminhos com rosa,ou espécie de pua...!
comi-te no meu pensar de uma forma crua...!
apenas imaginei-te penetrar...!
teus gritos e o teu almíscar...!
gemias como a dor do mundo...!
teus gemidos, bandido...!
teu corpo nutrido...!
era um vai, que sempre vinha...!
chupei-te o dorso ate a espinha...!
você apenas rebolava,
era apenas o que eu sonhava...!
teu Ás de Copa
e o meu Pau(s) de pires...
ali estavas mesmo sem roupa,
fui bem a fundo para que pudesses sentires....
era uivos e arranhões...!
rebolamos gostoso electrizando o iões....!
era apenas tudo na mente....!
fizemos detrás e de frente...!
da posição da cadeira até aquela da serpente...!
senti no meu órgão o teu veneno...
quando seguraste-o quase que perdi o terreno...!
insalivaste-o , mordiscaste-o....!
rodaste-o com língua...!
eu pude me sentir distante da mingua...!
era apenas você e o meu desejo...
teus beijos e gritos, e o meu ensejo
arrepios sussurravam....!
nossos corpos murmuravam,
era uma tarde louca....
gozaste, gemendo,
e eu calei-te com um beijo na boca...!

LÁGRIMAS DO SILÊNCIO...!

Alma em seu momento frio...!
Amor congelado, silêncio calado...!
Desejo mal interpretado...!
Coração apertado...!
Olhos tentam chorar, mas as lágrimas secaram...!
O vazio tornou-se pleno...!
O breu ganhou terreno...!
Teus olhos me fazem sofrer...!
Sinto-me morto, mesmo estado vivo...!
Inalo esse sôfrego sem ter um crivo...!
E quando chega as noites eu sofro com a lua...!
Iludi-me com as estrelas, envenenando a minha alma nua...!
Teu cálice amargo provei...!
Teus beijos doces, hoje sei que foram envenenado...!
Por isso, hoje sofro calado...!
Proibiste-me de te amar...!
Quebraste as cores do arco-íris...!
Mataste a flor de Lis...!
Esquecendo-se, o que é ser Feliz...!
Já não sabemos quem somos...!
Sim, minto! Somos as Lágrimas do silêncio...!

segunda-feira, 18 de março de 2013

SUSSURRE...!

meus lábios pálidos
teu toque de mel...!
toque a minha face...!
me beija e me alcance...!
sussurre na minha língua
não me deixes na mingua...!
me envolva no relento...!
abraça-me ao vento...!
enfeitiça meu mundo...!
leva a minha voz, deixa-me mudo...!
degusta meus lábios...!
em aflúte dos sábios...!
aproveitemos a noites e sussurremos
o momento...!
sejamos solitários...!
embriaguemos-nos de champanhe...!
enquanto espero, por favor não se acanhe...!
sussurre...!

domingo, 17 de março de 2013

AMOR EM CORES...!

Além do arco-íris...!
teus pestanejar, tua córnea e íris...!
vislumbre ao encanto de Osiris...!
glória sem ser pires...!
apenas nutri-me desse sentimento
das cores...!
o seu cheiro ao longo das flores...!
amei-te a minha maneira...!
com a nudez da minha alma...!
com o meu desejo fantasma...!
joguei-me nessa alfombra...!
abracei, com emoção...!
se entregando a sombra...!
não é por desejo apenas
mais sim por paixão...!
não é ilusão, é amor com razão...!
com norte e direcção...!
junto ao vento na mesma canção
by the rainbow...!
now...!
posso dizer, sem medo de errar...!
habitas no meu âmago...!
estremes-me com o teu apego...!
beijas-me com sossego...!
isso é amor, e não nego...!
Além da aliança das 7 cores...!
na loucura de sabores...!
resgataste-me aos olores...!
enraizei-me em ti como as flores...!
amo-te além do arco-íris,
o paraíso das cores...!
De corpo e alma, seja onde fores...!

sábado, 16 de março de 2013

SUSSURRO DELIRANTE...!




Cada mergulho na mente eu ouço
o sussurrar da tua voz...!
O pulsar do coração naquele momento sós...!
Enlouqueço, e me estremeço...!
fico inquieto, mudo...!
Elevo-me, me arremesso...!
Perco-me ao teu sonido...!
O vazio preenche-se
e as emoções tornam-se cor-de-rosa...!
Alegro-me no teu trovejar em prosa...!
Tua sensibilidade nos lábios
quando empregas o som...!
Teu ar confiante no tom...!
Deixando-me delirante, é tão bom...!
Suave melodia que provem de ti...!
Vitalidade que faz-me escrever sem fim...!
Por isso dou mais de mim...!
Tua voz deixa-me assim...!
A cada dia, uma nova poesia...!
Ao soar da tua voz eu faço magia...!

BRISA PASSAGEIRA...!

Face do vento!
Oh, duro sentimento!
Tristeza ou melancolia!?
Não sei definir esse momento!
Meus olhos enganam-se,
será noite ou dia!?
7 letras invadem por dentro...!
Agonia aperta e espalha-se no centro...!
Ainda te ouço na brisa que se foi...!
Pergunto ao meu ego, será que ela vai voltar...!?
Pois essa reminiscência está a me maltratar...!
Ouço vozes que me fazem acordar...!
A luz expandiu-se entre o vazio....!
E a saudade responde no frio....!
Estou distante, mas ao mesmo tempo tão próximo...!
Estou com a face do vento...!
Bem dentro de ti...!
Sinta-me ai, no teu pensar...!
Sinta-me no teu ar...!

quinta-feira, 14 de março de 2013

DESEJO FANTASMA!

Desejo fantasma...!
Fome a roer os sentidos...!
Para o saciar da alma...!
Julgo das emoções terminando na cama...!

quarta-feira, 13 de março de 2013

GOTA D´ÁGUA...!



Chegamos aos nossos limites..!
Na pele os nervos floriram....!
Nossas mentes esquentaram-se...!
Você não me compreendeu...!
Eu não te entendi...!
E tudo chegou ao fim...!
O pior é que ainda gosto de ti...!
As coisas mudaram do vinho para água...!
Hoje foi a gota d´água...!

GALÃ...!


café com leite...!
Nossos corpos num contraste de cor,
combinação perfeita na noite...!
Teus olhos redondos e rasgados, tua boca pequena...!
Voz serena, pele clara fina...!
Minha pele castanha e quente...!
Na copa do silêncio, deixamos a
noite nos envolver...!
Deleite na mente...!,
Ao prazer nos entregamos,
ao som do silêncio nos amamos!